Recuperando o meu corpo!

domingo, 17 de janeiro de 2010

Dr. Ricardo Barini, quando a implantacao falha.




Neste endereco encontrei uma entrevista, com o Dr. Ricardo Barini, que explica um tratamento para as nao implantacoes, consecutivas. O meu marido, viu na TV El Masriya, no Egypto, outro Prof. da Universidade do Cairo, a explicar o mesmo tratamento. Aqui no Egypto, enviam as analises para os EUA, onde tem um laboratorio, que da a resposta em 48 h.
Vou tentar, descobrir esse medico, aqui no Cairo, e falar com ele.
Ja vos disse, que nao vou desistir.

Aqui fica a parte da entrevista que acho, mais interessante:


Drauzio – Quando esses dois métodos nمo funcionam, hل outros recursos?
Ricardo Barini – Existem recursos que buscam melhorar a resposta imunolَgica da paciente. Mulheres que fazem ciclos repetidos de fertilizaçمo e nمo conseguem engravidar podem ter o sistema imunolَgico com propensمo a hiper-reatividade. Elas hiper-reagem à presença do corpo parcialmente estranho que é o embriمo. Nesse caso, o procedimento indicado é fazer uma inoculaçمo de leucَcitos, isto é, dos glَbulos brancos do parceiro no organismo da mulher para que seu sistema imunolَgico mude as caracterيsticas de resposta imune e ofereça uma resposta de proteçمo para o embriمo o que nمo aconteceria sem o tratamento.
Drauzio - Vale lembrar que o feto nمo é igual à mمe, nمo tem a mesma compatibilidade de tecidos dela.

Ricardo Barini – O fato é que metade do feto é igual à mمe, mas metade tem origem paterna e precisa receber uma espécie de visto de permanência que culmina numa resposta imunolَgica de aceitaçمo. Existe um grupo de células chamadas natural killers, ou células NK, (brinco que sمo a polيcia federal do sistema imunolَgico) que fica observando as células estranhas ao organismo da mulher e que nمo deveriam estar ali. Quando encontram o embriمo que nمo passou as informaçُes imunolَgicas necessلrias ou, mesmo que o tenha feito, as reaçُes nمo foram percebidas pela mulher, as células NK promovem a expulsمo do concepto. O tratamento imunolَgico visa à correçمo dessa dificuldade em estabelecer o processo de reconhecimento da gravidez como tal.
Drauzio – Esse é um tratamento fلcil de administrar?

Ricardo Barini – Razoavelmente fلcil. Colhe-se sangue do marido, procede-se a uma separaçمo laboratorial dos glَbulos brancos que sمo concentrados em 0,5mL de soro fisiolَgico e injetados por via intradérmica, em intervalos regulares, na mulher. Existem exames para acompanhar o processo e demonstrar que ela estل produzindo as reaçُes que consideramos importantes. Quando ela tem a resposta adequada, é liberada para enfrentar um novo ciclo de fertilizaçمo e a chance de conseguir a gravidez pelo menos dobra em relaçمo à tentativa de engravidar sem o tratamento imunolَgico.
Drauzio - Que volume de sangue é retirado do marido?

Ricardo Barini – Para a vacinaçمo, o marido retira 80mL de sangue no dia em que vai ser feito o procedimento porque trabalhamos com leucَcitos vivos, com glَbulos brancos frescos. Num perيodo de duas a quatro horas, esse sangue é processado e, em seguida, a mulher recebe a aplicaçمo por via intradérmica no laboratَrio.

A injeçمo é meio dolorida e pode dar uma reaçمo no local, coceira, por exemplo. Além disso, nمo existe nenhuma outra reaçمo fيsica como febre ou mal-estar.
Drauzio – Quantas injeçُes dessas se fazem necessلrias?

Ricardo Barini – Sمo feitas duas injeçُes com intervalo de quatro semanas entre uma aplicaçمo e outra e aguardam-se mais quatro semanas para medir se a resposta imunolَgica foi adequada. No primeiro procedimento, isso ocorre com 85% das pacientes. Os 15% restantes requerem procedimento mais intenso e de forma mais concentrada e repete-se o teste para saber se a mulher estل liberada para novo ciclo de fertilizaçمo.

Drauzio – Essa tecnologia é cara?

Ricardo Barini – Se comparada com o custo médio de um processo de fertilizaçمo, nمo é. Num ciclo de fertilizaçمo, a paciente gasta de 15 mil a 20 mil reais. O tratamento imunolَgico sai por volta de três mil. Claro que nمo é barato, especialmente se considerarmos o poder aquisitivo da nossa populaçمo, mas proporcionalmente nمo é tمo caro quanto os outros procedimentos.



Testes iniciais recomendados pelo Dr. Barini

Além dos exames descritos abaixo, você deve entrar em contato com nossa Clínica para programar o envio de material para a realização do teste de Crossmatch (prova cruzada) que identifica a necessidade do tratamento imunológico. Uma vez determinado quais exames e/ou tratamento imunológico podem lhe trazer benefícios, estes são os testes recomendados:
Para a paciente:

Anticorpos anticardiolipina, Pesquisa do fator anticoagulante lúpico, Fator anti-núcleo, Dosagem das células NK, Anti-peroxidase tireoideana, Anti-tireoglobulina, Pesquisa de Micoplasma no colo uterino, Pesquisa de Chlamydia no colo uterino, Pesquisa para Streptococus beta hemolítico na secreção vaginal, Sorologia para HIV 1 e 2, Sorologia para HTVL I e II, Pesquisa de HbsAg, Pesquisa de Anti-HB-c, Anti HCV, VDRL, Sorologia para Toxoplasmose, Sorologia para Citomegalovírus, Prolactina sérica, Glicemia de jejum e pós-prandial, tipagem sangüínea ABO e Rh, teste de Coombs indireto. Pesquisa da mutação do gene do fator V de Leiden. Pesquisa da mutação G20210A do gene da protrombina. Pesquisa da mutação C677T do gene da metileno tetrahidrofolato redutase. Dosagem de proteína C funcional e livre , proteína S funcional e livre. Dosagem de Antitrombina III. Cariótipo de sangue periférico com bandas.


Para o companheiro:

Sorologia para HIV I e II, Sorologia para HTVL I e II, Sorologia para Chagas, Sorologia para Lues, Sorologia para Citomegalovírus, Pesquisa para HBs-Ag, Pesquisa de Anti-HB-c, Anti-HCV, tipagem sangüínea ABO e Rh. Cariótipo de sangue periférico com bandas.


Depois de obtidos os resultados dos exames do seu companheiro e da prova cruzada, o seu tratamento imunológico já poderá ser iniciado, ainda que os outros exames estejam em fase de processamento e finalização.

9 comentários:

mjm disse...

Olá Minha Querida Amiga!!!

É bom saber tudo isto, realmente é como o meu marido diz, podem dizer que é causa inexplicável, mas isso porque ainda não a identificaram ou porque não sabem ou porque não conseguem nem têem meios...

Já falamos hoje sobre isto minha querida e desejo muito que seja mais uma possibilidade, avaliando todos os riscos de que falamos!

Mil Beijinhos Amiga e acredita que estou a torcer por ti...Força Querida e não desistas!

Estarei sempre ao teu dispor Amiga.

.justlow disse...

Não desista amiga, sei que irá conseguir :] Se não lutarmos pelos nossos sonhos , porque vamos lutar?
ah sobre o blog foi assim, descobriram minha senha e por meio de um email eu descobri que havia sido excluido, tentei entrar no blog e nada foi ai que dei por fim , então fiz outro , mas depois de mtas tentativas eu recuperei atraves de um programa e com ajuda de pessoas especializadas a volta do meu blog:]
intendeu amiga , mas tenho ctz que foi alguem do meu blog e já tô fazendo geral (excluindo) pessoas que eu acho q não vão com a minha cara e não gostam de ver meu sucesso !

bjs ;*

Susana Pina disse...

Espero que tudo o que foi dito por este médico seja de facto uma luz ao fundo do túnel para nós que não temos um diagnóstico para a nossa infertilidade.
Assim que souberes de alguma coisa diz.
Bj grande
Susana

Cegonha - Stork disse...

Olá Torky,

Chama-se a isso "Vacina do marido".

Já sabia, mas não sei se cá em Portugal fazem isso, é uma questão a pôr!

Bjs

Nykita disse...

O importante é unca desistir e acreditares até ao fim eu tb só consegui o meu positivo nos meu 8ºttt.
um beijinho xeio de força e mtamta sorte

Miranda disse...

Querida,

Lamento muito pelo negativo, mas é bom ver que não se abalou e vai seguir em frente.

Quanto ao Dr. Ricardo Barini, já ouvi falar muito dele. Eu frequento um forum, muito paracido com o forum da APF, lá com certeza vc vai encontrar muitas meninas que já fizeram o tratamento com ele.
O site é www.e-familynet.com/phpbb.

Se vc se cadastrar me avise.

Um grande beijo

Miranda

Anónimo disse...

j6g7zbux

ifi6og8u

f39s020t9d

qdj7clxg

gajgd90p

Anónimo disse...

l3bujf1z

mpvru7jv

f39s020t9d

rkoy177h

gwu9qhg1

Anónimo disse...

emzt67qd

a1h11z5s

f54yewr4t536

owe9bbii

cv9pxynq